skip to Main Content
Compartilhamento de carros corporativos: chave virtual para a satisfação dos funcionários e redução de custos da sua frota de veículos.
Compartilhamento De Carros Corporativos: Chave Virtual Para A Satisfação Dos Funcionários E Redução De Custos Da Sua Frota De Veículos.

Compartilhamento de carros corporativos: chave virtual para a satisfação dos funcionários e redução de custos da sua frota de veículos.

O compartilhamento de carros corporativos é muitas vezes citado como a evolução no gerenciamento dos veículos de empresas. Atualmente, muitas companhias tradicionais e não relacionadas à mobilidade dependem do compartilhamento interno de sua frota. No entanto, o método tradicional traz junto necessidades operacionais muito altas, baixa eficiência e alguns problemas durante o dia-dia de trabalho. A implementação de um software que cuide disso permite uma satisfação maior dos funcionários, a redução dos custos de recursos financeiros e humanos, além de melhorar a eficiência da frota.

 

Compartilhamento

car keys on a table

No método tradicional compartilhamento de carros corporativos, as frotas são administradas manualmente. Os funcionários têm que fazer reservas usando contato direto ou e-mail, pegar chaves e devolvê-las ao setor responsável. Muitas vezes, é imprevisível quais veículos estarão disponíveis, principalmente nos momentos de pico, fazendo com que os funcionários tenham que utilizar serviços tradicionais de aluguel de carros ou até mesmo táxi e aplicativos de transporte.

Além de exigir recursos humanos significativos e poder causar insatisfação, as empresas sofrem com veículos subutilizados, estacionados a maior parte do tempo – um problema sério de ineficiência. A supervisão de danos no veículo e outras responsabilidades associadas (como multas de trânsito) são quase impossíveis de gerenciar, pois as chaves do carro trocam de mãos durante o dia, muitas vezes sem o envolvimento do responsável.

Assim, o modelo tradicional, embora seja um primeiro passo para melhorar as taxas de utilização, pode ser responsável por incomodar a todos – a empresa opera de forma ineficiente, exige mais mão-de-obra e os colaboradores têm problemas quando precisam de um carro.

 

Benefícios do software de compartilhamento

Esses fatores são facilmente atenuados pelo software de compartilhamento. O programa automatiza todas as tarefas, da reserva ao retorno de veículos, aumentando a utilização, diminuindo custos e melhorando a satisfação dos funcionários.

Aumento da satisfação dos funcionários

car interior

Ao automatizar a reserva, devolução e aperfeiçoar a supervisão de danos por meio de um aplicativo, os trabalhadores podem acessar carros com mais facilidade, não precisam ir a serviços terceirizados para alugar um veículo e podem prever quando os mesmos estarão disponíveis. Eles também estão protegidos da responsabilidade por danos que não causaram na frota.

Outro benefício importante é a capacidade de utilização fora do horário de trabalho, o que com os métodos tradicionais é incrivelmente difícil gerenciar, porém, ao adotar uma solução de compartilhamento as empresas podem disponibilizar os automóveis aos funcionários durante os finais de semana, bem como para transporte de ida e volta. Isso resulta em maior receita da frota, benefícios e fiscais, pois tais viagens podem deduzir impostos e, mais importante, aumenta a satisfação dos funcionários com suas necessidades de mobilidade.

 

Redução de custos e aumento de receita

Juntamente com o aumento da satisfação, há vários benefícios que uma empresa pode melhorar com seu compartilhamento de carros. O software pode ajudar os gestores a otimizar o tamanho da frota, geralmente até 30% de redução vem do aumento da eficiência de reservas, devoluções e previsibilidade de viagens.

O uso de uma ferramenta de compartilhamento resulta em melhor saúde da frota e sua utilização apenas para fins específicos de trabalho. Com isso, os funcionários estão mais atentos e passam a cuidar melhor de cada carro, à medida que aumenta a responsabilidade individual e a atribuidade de danos, bem como o monitoramento 24 horas por dia, 7 dias por semana do status do veículo. Isso geralmente resulta em até 50% de economia nos custos de combustível e manutenção.

A utilização de software de compartilhamento resulta em uma contabilidade mais saudável, pois as cobranças podem ser facilmente alocadas ao centro de custo correto – projetos individuais dentro da empresa obtêm informações mais precisas sobre suas viagens, o que lhes permite melhor previsões orçamentárias.

 

Obstáculos à implementação do software de compartilhamento de carros

Há alguns obstáculos quando se muda do gerenciamento tradicional para o software de compartilhamento. Um dos mais citados é a necessidade de um novo hardware. As empresas que já usam equipamentos de telemática geralmente não enfrentam esse obstáculo, dependendo do tipo que já utilizam. No entanto, em alguns casos, quando um compartilhamento de frota corporativa tradicional é baseado em operações manuais, pode ser necessário instalar um novo HW para permitir o acesso remoto e o controle do veículo.

Os custos associados à instalação são facilmente atenuados pela economia subsequente. Além disso, em alguns casos, as empresas também podem usar o leasing de hardware. Dependendo do tamanho da frota, geralmente é possível alugar o equipamento e distribuir os custos associados à implementação do novo sistema ao longo do tempo.

Se uma empresa já está usando um HW de gerenciamento, tudo o que é necessário é um serviço de software que funcione com vários tipos de hardware, como o da Mobiag. Não ter que mudar para um modelo de hardware diferente diminui significativamente os custos iniciais de iniciar o compartilhamento de carros corporativos.

A implementação do serviço é essencial hoje para empresas que possuem e operam uma frota combinada. O software pode oferecer um aumento significativo na satisfação dos funcionários, melhoria da saúde da frota, benefícios fiscais, redução de custos e aumento de receita. Ausência dessas oportunidades não é apenas deixar dinheiro na mesa, mas ignorar uma questão chave de longo prazo para as organizações.

 

Share this article
Back To Top